História do Karatê

O Karatê é uma arte milenar nascida há muitos anos, cujo significado é “Mãos Vazias” (Kara = vazia, Te = mãos). Nasceu do aprimoramento e do acrisolamento de varias técnicas antigas de luta. Fez sua primeira aparição como arte marcial com identidade própria em Kyoto, no ano de 1.916, através do mestre japonês Gichin Funakoshi.

Em 1.922 Funakoshi faz nova apresentação, desta vez em Tóquio, na presença dos maiores mestres de artes marciais, entre ele o mestre Kano, o pai do Judô. Funakoshi começou a ensinar Karatê nas Universidades e, em 1.936, nasceu à escola Shotokan em Tóquio, escola destinada à função de artes marciais . No início da Guerra Sino-Japonesa. Funakoshi modificou totalmente a sua arte, tentando desvinculá-la de sua origens chinesas. Chegando mesmo a modificar o nome original do esporte (que em chinês, se chama Tode), para Karatê, e assim se tornou universalmente conhecido.

Funakoshi foi , talvez, um dos maiores lutadores de Karatê  até hoje. Possuía golpes mortais, bloqueios violentíssimos, técnicas apuradíssimas, agilidade surpreendente e equilíbrio perfeito. Fazia seus katas com perfeição e estilo até  uma idade avançada, quando ainda vencia muitos jovens. Mas o Karatê tal qual conhecemos hoje, foi aprimorado pelo filho de Funakoshi, o mestre Yoshitaka, atualmente reconhecido como pai do Karatê moderno. Foi ele quem criou o Fumi Komi, o Yoko Gueri, o Mawashi Gueri e o Ura Mawashi, todos, golpes de pé com efeitos devastadores  sobre o adversário. Modificou também os katas e posições de combates. O sucesso de Funakoshi e Yoshitaka nas artes marciais foi tão grande, que muitos discípulos abandonaram Okinawa, para propagar o Karatê.

Assim em 1.930, Kenwa Mabuni parte para Kyoto, e lá fica durante muito tempo ensinando as técnicas Shito-Ryu. Asamato Motobu em 1933, faz demonstração em Osaka  e, no mesmo ano Choju Myiagi, exibe sua técnica em todo o Japão, principalmente o Goju-Ryu aprendido com o mestre Higaonna. Ele em 1.934, parte para o Hawai, onde fundou diversas academias de Karatê, faleceu em Okinawa em 1.953 aos 65 anos de idade.

Embora o Karatê seja uma luta de característica de ringue, ele é uma das mais completas Artes Marciais, desenvolvendo no praticante qualidades insuspeitas de performance física, tornando-o infinitamente mais apto para qualquer atividade que exija força, destreza, agilidade, resistência, rapidez de reflexo, equilíbrio e principalmente calma.

A fusão do Karatê de Okinawa com a concepção nipônica de Artes Marciais deu origem a três estilos de Karatê: O Shotokan, O Shito-Ryu, e o Goju-Ryu. Mais tarde surgiu um quarto estilo, Wado-Ryu criado por Hironori Otsuka, em 1.935.